Portugais

Alternative libertaire : quem são ?

Version imprimable de cet article Version imprimable


Alternative libertaire é uma organização comunista libertária francesa fundada em 1991.

Inscrevemo-nos na continuidade do anarquismo-comunismo e o movimento operário antiautoritário tal como existiu desde Primeiro Internacional ; para uma política fundada sobre a acção directa das classes e grupos sociais dominados, numa finalidade anticapitalista, revolucionária e autogestor.

Afirmamos a experiência dos revolucionarios que, no contexto político da sua época, compartilharam esta preocupação.
- Bakounine e os seus partidários na Primeira Internacional
- os sindicalistas revolucionários do CGT francês antes de 1914 ;
- o Makhnovstchina e a Plataforma organizacional dos anarquistas russos em exílio ;
- o anarquo-sindicalismo espanhol, a experiência da revolução social de 1936 e particularmente a acção do grupo dos Amigos de Durruti ;
- a Federação comunista libertária (FCL) e o Manifesto comunista libertário de Georges Fontenis em 1954 ;
- a União dos trabalhadores comunistas libertários (UTCL), os estudos de Daniel Guérin e o Projecto comunista libertário de 1986.

A dos graus diversos, apesar dos seus inevitáveis erros e os seus limites, estas experiências constituíram etapas importantes na elaboração de um movimento comunista libertário contemporâneo. Hoje Alternative libertaire desenvolve uma política sobre dois frentes :
- A construção de um frente dos movimentos sociais, para dar uma existência política à « esquerda da rua » contra a esquerda governamental ;
- A construção de uma corrente comunista libertária que alimente e se nourrise da acção movimentos sociais.

As militantes e os militantes de AL são investidos nomeadamente nas lutas em empresa e o sindicalismo ao CGT ou SUD (às vezes ao CNT), nas lutas contra o desemprego, para o direito ao alojamento, ecologistas, e nas lutas contra o patriarcado. Alternative libertaire esforça-se de ligar estas lutas na sociedade actual à uma perspectiva de ruptura com o capitalismo e o Estado.

 
☰ Accès rapide
Retour en haut